quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Há coisas que só acontecem com quem não torce para o Botafogo

Ouvir choro do Botafogo cansou.

Jogadores e técnicos de futebol têm que dar aos jornalistas o que publicar. Souza, como vencedor, tirou um sarro muito bem tirado dos botafoguenses. Quem mandou o centroavante alvi-negro perder um gol na cara do goleiro em uma decisão?

Quem mandou o capitão do time dar uma butinada no contra-ataque adversário?

Quem mandou o ala-esquerdo criar encrenca após o primeiro gol do adversário?

Fora o pênalti que foi pêêêêênalti, como diria o Milton Neves.

Agora os botafoguenses dizem que o Souza não foi profissional, não-sei-o-quê, só porque ele simulou a cara de choro dos adversários.

Pois a estrela solitária deveria parar de se fazer de coitadinha por estar sozinha, sem títulos.

Há um segundo turno e uma Copa do Brasil a serem disputados. Em vez de o presidente (meu Deus, o próprio presidente!) chorar e fugir da raia, deveria juntar os cacos e tentar os canecos. Excluir da vida do clube o não-dirigente Montenegro ajuda.

Dar importância para Taça Guanabara é pensamento de time pequeno. Um Estadual é pouca coisa, imagine apenas o primeiro turno.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Nexo

A lua vem saindo, redonda como um queijo
Queijo com goiabada, parece nome de revolução brasileira do século 19
Queijo suíço, que na verdade é o país dos chocolates
Que na verdade deveria ser os países produtores de cacau
Como o Brasil, que tem em Natal o maior cajueiro do mundo
Mas o Natal mesmo é da Finlândia, terra do Papai Noel
Apesar de que deveria ser de Belém do Pará, a cidade onde nasceu Jesus (créditos para o Milton Neves, de quem ouvi essa frase)
Jesus, o rei dos judeus, mas venerado pelos católicos e pelos evangélicos
Três religiões diferentes
Sem problemas, eu sou diferente de você e nós dos citados Jesus e Papai Noel
Porém, todos temos dois olhos, dois braços, uma vida
Gato tem sete, pivete pinta o sete
Número sagrado, mágico, poderoso
O Poderoso Chefão, premiado pelo Oscar
Oscar, melhor jogador brasileiro de basquete
E o tio do Rei Leão
Que também é Lobo e fofoqueiro nas horas supostamente ocupadas
Enquanto os cidadãos estão ocupados, os presos estão à toa
Os bandidos nos prendem do lado de fora das celas
Os bons escritores nos prendem nos livros
Os que não conseguem publicar livros criam blogs

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Diálogo entre dois amigos com opiniões políticas opostas e que no fim das contas têm idéias iguais

Tucano: Eu te falei, meu caro, eu te falei. Arrocho fiscal, num longo prazo, dá certo. Um vinho pra comemorar!

Petista: Num repara, não, mas eu prefiro uma cachacinha, sabe. Realmente... Eu poderia ter criado menos caso naquela época. Mas eu sou uma metamorfose ambulante, companheiro, não me envergonho de mudar de opinião se for para fazer o certo.

Tucano: (risos) Você gosta de metáforas...

Petista: E você gosta de falar difícil, sabe, além de escutar mal. É metamorfose e não metáfora.

Tucano franze a testa: Esqueça, esqueça. Fato é que não devemos nada, pelo contrário, temos crédito!

Petista: Deus me livre com crédito! Toda vez que alguém me liga pra me vender crédito, eu caio fora. Acabamos de pagar a dívida, não vamos fazer outras.

Tucano suspira: Certo, certo. Vamos mudar de assunto. Gostaria de falar sobre o meu amigo...

Petista se exalta: Nem começa, companheiro. Cautela e caldo de galinha não faz mal a ninguém. E você sabe que eu sou supersticioso. Nada de demônios.

Tucano se indigna: Mas você é amigo do Fidel, do Chávez, do Morales...

Petista encerra o assunto: E vou ser amigo do Osama. Sem falar que você sempre batia papo com o Sam e pedia dinheiro emprestado pra ele.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Time de bambis

A loteria Timemania pretende fazer com que o dinheiro das apostas (= dinheiro dos torcedores) pague as dívidas dos clubes com o governo federal.

Ótimo.

Além de ver o time do coração menos atolado na lama, os recursos recuperados voltam para a sociedade e satisfazem um ou outro deputadozinho corrupto.

Só falta o governo Lula enquadrar os responsáveis pelos rombos (= cartolas). Ah, companheiro, aí seria um gol de placa.

Mas nada coloquemos os pés no chão.

Evidentemente, pagar as contas dos presidentes e ex-presidentes dos clubes não é o ideal, mas pelo menos ajudamos as equipes, o governo e nós mesmos.

PS: Caros senhores Juvenal Juvêncio, Marcelo Portugal Gouvêa e Paulo Amaral (os últimos presidentes do meu time: o pentacampeão nacional, tricontinental e trimundial),
eu me orgulhava do São Paulo fazer oposição ao senhor Ricardo Teixeira, o Fidel Castro da Confederação Brasileira de Futebol, que completará 25 anos na presidência, mas, aparentemente, bem de saúde.


Eu me orgulhava do São Paulo ser bem administrado.

Jogava isso tudo na cara dos meus amigos flamenguistas.

Mas os três contribuíram para a formação da dívida. E o atual presidente, Juvenal, passou a apoiar o Ricardão para pegar uma boquinha na Timemania e ter o Morumbi como sede da Copa de 2014.

Deixa o homem trabalhar

Não, não é um artigo pró-Lula.

O reitor da UnB não caiu na ilegalidade ao morar num apartamento mobiliado por R$ 400 mil reais. A decisão, tomada por um conselho administrativo, foi da Fundação Universidade de Brasília. Por isso, não há ilegalidade a ser apurada, pretexto alegado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) para justificar uma eventual saída provisória do magnífico.

Pelo menos os representantes estudantis foram coerentes. Se eles acreditam que há algo a ser analisado, estão certos em querer o afastamento. (algo similar ao que deveria ter ocorrido com Renan Calheiros). O DCE, apesar de não ter consultado 25 mil representados, agiu corretamente ao procurar o Ministério Público Federal. Cabe a este negar o pedido.

O fundamental na questão é acabar com o famigerado apartamento e reverter o dinheiro para a universidade. É preciso guiar para o ensino público os recursos mal-aplicados.

Por mais que eu descorde da atual reitoria (em casos como expansão universitária e cotas nos vestibulares), o californiano deve ficar. Ele foi eleito regularmente, está há anos na UnB e tem o aval de Cristóvam Buarque, um senador no qual confio.

Sim, há um quê pró-Cristóvam.

PS: O MPDFT escolhe um interventor na Finatec, a desembargadora do TJDFT aprova a decisão e três dias depois um juiz de primeiro grau tira a criatura da fundação? Devido às decisões (nada absurdas) do cara? Então pra que existir interventor? Deixem os magistrados tomarem conta logo.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

[Mais cultura ainda] O encontro de fenômenos

Do Globoesporte.com (a caixa alta é por conta deste coveiro):

PARA DRIBLAR O ÓCIO, Ronaldo vota no paredão do BBB.

Sugestões para o brilhante legislativo brasileiro

Um deputado estadual fluminense, cujo nome é dispensável, propôs à Assembléia Legislativa fazer da caveira do Bope patrimônio cultural do estado.

Mas isso é pouco demais.

Que tal fazer do uniforme preto o padrão nas escolas públicas?

Merenda escolar no chão?

Lembrar os alunos que eles são moleques?

E mais inúmeros outros trocadilhos batidos com trechos do filme?

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Um interminável caminho a percorrer

Fidel cair não basta. Falta o irmão dele, a mãe, pai e papagaio, de preferência.

Falta o Chávez, seu Madruga (ainda mais quando ele remete ao Che Guevara) e todos os inimigos do Chapolin.

Falta o presidente chinês e todo o Partido Comunista (por mais ditadores que devem haver naquele mar de gente).

Falta o Putin, que vira presidente na Rússia, depois primeiro-ministro, depois presidente de novo.

Falta o Evo Morales, apesar de que deve haver muitos plantadores de coca para substituí-lo.

Falta as oligarquias familiares norte-americanas e a política americana.

Falta cair a ditadura do Congresso Nacional e do sistema eleitoral brasileiro.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Assina pra mim?

A Folha Online informa hoje que o reitor da UnB, Timothy Mulholland, recebeu diárias de mais de R$ 500,00 para viagens a Cuba. Acontece que o californiano deve ser anti-comunista e não foi em nenhuma das ocasiões.

A Assessoria de Comunicação informou que o dinheiro foi devolvido, como exigido pela legislação, mas apenas após o questionamento da reportagem.

Os estudantes da universidade têm a quem puxar quando assinam a lista de chamada uns para os outros.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

...

Colocar o cidadão de ponta-cabeça e submergi-lo em água até o pescoço. Afogamento simulado.

O atual presidente do mundo, Georginho Bush, declarou que esta prática, usada pelos EUA contra suspeitos de terrorismo, não configura tortura. Segundo o ditador da democracia, as respostas adquiridas com a estratégia aliviou os corações de muitas famílias potenciais ou efetivamente vítimas do terrorismo.

Imagine, então, o que sente a família dos inocentes interrogados.

Imagine o que sentiria os Bush se fizéssemos com que o Georginho falasse sobre desde a fraude na eleição presidencial de 2000 até cada gota de sangue derramada na Ásia.

Brasil versus Estados Unidos

O que você prefere? Uma universidade cujo reitor vive rodeado de R$ 400 mil reais ou outra cujos coleguinhas carregam armas na mochila?

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

O Fenômeno passou

Obrigado, Ronaldo, por ser o melhor atacante que eu vi jogar.

Obrigado por atuar ao lado do Zidane, o melhor jogador que eu vi jogar.

Vá para o Flamengo e faça 50 gols no Campeonato Carioca.

Você fez demais, mas não pode mais.

Como eu gosto de listas, aproveito a oportunidade para escalar os melhores jogadores que vi.

Acompanho futebol desde a final da Copa de 1994.

1 - Rogério Ceni: o goleiro com mais recursos na História. Inclusive debaixo das traves.

2 - Arce: lateral paraguaio excelente nas bolas paradas.

3 - Maldini: zagueiro italiano bom na marcação e bom no apoio como lateral-esquerdo, fora o bom ambiente que propicia no grupo.

4 - Juan: zagueiro brasileiro impecável. E classudo.

6 - Roberto Carlos: lateral forte, rápido e ótimo chute.

8 - César Sampaio: volante técnico que propicia bom ambiente ao grupo.

15 - Zé Roberto: volante impecável na marcação e no apoio.

5 - Zidane: meia francês, líder, finalizador, driblador, com excelente passe e visão de jogo. O melhor.

10 - Rivaldo: meia-atacante e melhor jogador da Copa de 2002. Faz tudo o que o Zidane faz, só que pelo lado esquerdo.

11 - Romário: pela marra.

9 – Ronaldo.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Vote em Obama para presidente do mundo

Já que o cidadão vai mandar no meu destino, eu quero votar.

Excluamos o Partido Republicano Democrata. Chega de Bushes.

Voltou a hora do Partido Democrata Republicano, mas excluamos Hillary. Chega de Clintons.

Obama é descendente de muçulmanos e africanos, logo, tem parentesco com os brasileiros. Ninguém melhor para representar o mundo contemporâneo.

E, ao contrário de Hillary (Bill) Clinton, sempre foi contra a Guerra no Iraque.

Pela CPI dos dedos

O presidente Lula não declarou que o seu patrimônio inclui um Fox.

Um Land Rover e um Pedro derrubaram Collor (Pedro também se omitiu na derrubada de Jesus, apesar deste não ter caído da mula).

Aposto que, após não ser recebido pelo irmão, Germano Inácio da Silva gostaria de colaborar.

[Futuro] Vão-se os dedos, ficam os cartões

A alemã Volkswagen, preocupada em ajudar os colegas brasileiros, projetou o Fox para formar presidentes da República em série.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Hemorragia

Volta-e-meia a televisão apresenta campanhas de incentivo à doação de sangue. O endereço eletrônico da Secretaria de Saúde distrital, www.saude.df.gov.br, apresenta uma série de lugares DF afora para a coleta.

Um deles é o Hospital Regional de Taguatinga. Mas o HRT não tem estrutura e pessoal para receber os doadores. Dois conhecidos meus não conseguiram doar no hospital.

Imagine as condições nas demais regiões administrativas. Taguatinga é a mais desenvolvida delas, com 200 mil habitantes (mais do que muito município). Ir ao Hemocentro, na Asa Norte, é inviável para muitos interessados em doar, sem falar da insanidade de se haver apenas um lugar com um serviço tão importante.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

O orgulho do filhote

Nada como a pequenice do mês de fevereiro. O salário chega mais cedo, o carnaval acaba, sempre dúvida se haverá o vigésimo nono dia. E, para a alegria geral dos pais, cansados de suportar as criaturinhas, os filhos voltam à escola.

Primeiro dia. Choro dos moleques amedrontados com a perspectiva da professora megera e da gangue de coleguinhas. Choro dos pais mais sensíveis com a condenação das crias: pelo menos doze anos letivos pela frente.

Mas, apesar dos pesares, as crianças têm a oportunidade de comparar a profissão dos pais. O primeiro é o único dia do ano em que todos os geradores se juntam, ao levar os pequenos para estudar. É quando aquele pai quatro-olhos se encontra com aquele outro obeso. E diz ser ele o melhor amigo. Uma verdadeira reunião de pais!

Pena, apenas, que a tradição seja cada vez mais deixada de lado.

No meu tempo, enchíamos a boca para falar do “meu pai, meu herói”.

- O meu apaga o fogo e tira as pessoas dos prédios!

- O meu dirige ônibus e tira as pessoas da estrada!

- A minha mãe cuida da gente e tira o dodói!

- Papai fala com o juiz e tira as pessoas da cadeia!

- Papai se elege toda vez e tira as pessoas do sério!

Bons tempos, sem saudosismo. Era simplesmente bom.

Hoje, juntamente com o piercing debaixo da pálpebra e a Dança do Créu, a moda é outra.

- Meus pais são servidores públicos.

PS 1: “É preciso amar, ah, ah, as pessoas como se não houvesse amanhã”.

PS 2: Infelizmente para os pais de bebês maiores, as aulas na UnB começam em março.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

É bom trocar, mas sabe-se-lá o que vem no lugar

Nada dura para sempre, já dizia o sábio Senhor Clichê.

Os grandes impérios da humanidade tiveram apogeus, mas ruíram.

Nem os deuses salvaram os gregos.

A Roma Antiga chegou à idade da loba e pereceu perante os que julgava bárbaros.

A vitoriosa Rainha Inglaterra sofreu com a bruxa de Blair.

O nazismo cometeu o mesmo erro de Napoleão e sucumbiu à garra e ao gelo russo.

Mesmo os Estados Unidos fraquejam com oligarquias familiares.

Agora a Globo perde durante uma hora inteira para uma novela mal-feita da Record. BBB e Fantástico também despencam na audiência.

Quem sabe o Chapolin não volta à TV aberta?

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Pela CPI da CPI

Não basta ter um um governo falido, precisamos de uma oposição oportunista.

O Congresso Nacional deve legislar. Cabe ao TCU, MP e CGU realizar investigações.

PS: O Planalto quer derrubar a página na internet com a prestações de conta dos cartões corporativos. Para ferir o princípio da publicidade, alega que informações quanto à segurança do presidente da República são sigilosas. Claro, quem quiser um operário a menos no mundo vai se interessar muito pela compra de uma esteira ergométrica.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Os perecíveis

* Bem que os integrantes do Congresso Nacional poderiam rodar como os ministros do governo Lula. Imagine a rotatividade do Parlamento se deputados e senadores caíssem a cada desvio de conduta!

* Muito cuidado ao analisar a manchete do Correio Braziliense de hoje. Culpar auxiliares administrativos pelos gastos dos cartões?

* Mais um funcionário da Polícia Federal (PF) deliciando-se com carros apreendidos que deveriam ser usados única e exclusivamente em serviço. Logo na PF, que se firmou, em 2007, como ilha de excelência no setor público. Comece a Operação Carro Importado.